BlogSITE RJP =CIDADEESPERANCA7 - A FOLHA DA REGIÃO - PORTAL ESPERANÇA DO VALLE : CARTA ABERTA A JUAZEIRO ( II ) "Se o presente critica o passado, não há muita esperança para o futuro"... Por Mário Gomes

O RJP e o ENA COM VOCÊ NO WHATSAPP 74 9125 1777

AFR/RJP e o ENA COM VOCÊ NO WHATSAPP 74 9125 1777 - LIGUE PRÁ GENTE: 74988011251

CARTA ABERTA A JUAZEIRO ( II ) "Se o presente critica o passado, não há muita esperança para o futuro"... Por Mário Gomes

COMO PENSAMOS PEQUENO!
Estou mais que consciente do efeito do provérbio acima.  Até porque faço parte da comunidade Juazeirense, juntamente às famílias, aos profissionais, estudantes e professores, profissionais liberais, artistas, sindicatos, políticos, autoridades civis , militares, executivo, legislativo e judiciário.
Está devidamente registrado, principalmente no Diário da Região, as vezes que defendi Juazeiro . Hoje, diante da evolução das comunicações, faço ainda no Diário , acrescentando os novos meios, como Redes Sociais. Aliás, há quem diga que elas  hoje, valem mais que a imprensa falada escrita e televisada. Afirmam: esse novo meio, mente como os outros, aumenta como os outros, diminui como os outros, manipulam como os outros,  mas não esconde como os outros. Se eu escondo o outro divulga. Se o outro esconde eu divulgo.
O que vou relatar aqui, sem sombra de dúvidas, terá aprovação , desaprovação e ainda os neutros.
Quero tratar da nossa estima. Como acontece comigo e com você, às vezes alta, às vezes baixa. Na minha visão, Juazeiro passa por um momento muito delicado. Sua maré está baixa e estagnada. Há quem ache até, em nível preocupante. Podendo-se  dizer ainda, que estamos com a síndrome do derrotismo, do pensar pequeno. De fazer o mínimo e de encolher o máximo.
Juazeiro da Bahia, segundo um folheto produzido por um pesquisador, dentro das curiosidades, em cidades do Brasil, consta que ela tem o maior número de artistas por metro quadrado. Cantores, compositores, escultores, pintores, produtores musicais, jogadores de futebol, judocas, atletas de maratonas, nadadores etc. Motivo de Orgulho!    Por que pensamos tão pequeno? Por que aqui tudo chega com atraso? Por que fazemos  e escolhemos o menor, o menos importante. Por que parte do nosso povo é tão apático, embora tão hospitaleiro?? Por que nós costumamos desvalorizar o bom e apoiar algumas  iniqüidades?  Por que o nosso Legislativo hoje é tão morno? Se o próprio Evangelho diz que ou quente ou frio, o morno será vomitado? Por que não temos mais os debates de idéias? Em todos os parlamentos deveremos ter a situação e a oposição. Os parlamentares nunca devem ser totalmente amansados ou totalmente rebeldes.

COMO PENSAMOS PEQUENO!
Em conversa com uma amiga, sobre as coisas de Juazeiro, fiquei estarrecido. Dizia ela: "tenho ódio de João Gilberto. - Por que? - Porque ele não dá bola para Juazeiro. - Minha amiga, João Gilberto é cidadão do Mundo, orgulhemo-nos disso!
COMO PENSAMOS PEQUENO!
Construímos uma UPA tão pequena, que mesmo depois da reforma, cabe  dentro da UPA  de Petrolina.

COMO PENSAMOS PEQUENO!
Na duplicação da Ponte Presidente Dutra, tudo foi realizado do lado de lá.  Em Juazeiro, ZERO. Depois de inaugurada a ponte "picolé", toda essência em Petrolina e o "palito" em Juazeiro, vieram as brigas políticas... Para solução: construir rampas.  Ai estão elas, estreitas e íngremes.  Sujeitas a acidentes. Clamamos por nossas forças políticas estaduais..
COMO PENSAMOS PEQUENO!
Há mais de 8 anos, foi iniciada a construção do Anel Viário, até agora emperrado. Restou-nos a propaganda e a promessa .
COMO PENSAMOS PEQUENO!
Há quem diga que a Prefeitura de Petrolina tem aproximadamente 300 cargos de confiança: a de Juazeiro, aproxima-se de 900. Há quem diga ainda que na Prefeitura de Petrolina atuam entre 05 e 06 advogados; na de Juazeiro temos +  que 20. E mais: na cidade de Petrolina, os cargos de 1º e 2º escalão, são ocupados pelos filhos ou residentes ali; em Juazeiro, são ocupados, na sua grande maioria, por aliados ou importados. Ai me vem a lembrança forte do Prefeito Jorge Khoury. Em novembro do ano 1982, esteve em nossa casa para convidar Graciosa para ocupar o cargo de Coordenadora de Educação, cargo hoje correspondente a Secretária. Dissemos - lhe: Jorge nós não votamos em você. Resposta: "Não estou aqui a procura de votos. Minha equipe será formada com base na competência e não na eleição, claro, se possível juntaremos o útil ao agradável.  Preciso da professora para me ajudar. A eleição passou, agora é trabalho.
  
COMO PENSAMOS PEQUENO.

Existe um provérbio popular, muito indicado para Juazeiro, hoje: "Pensando na morte da bezerra" - lembrado pelo brasileiro para se referir aos que vivem no "mundo da lua" , distraídos, alheios ao que se passa. Distante da realidade moderna; das comunicações rápidas;  do pensar grande; do fazer sem discriminar; do realizar para depois propagar; do avanço da nova sociedade.
ACORDA JUAZEIRO.
Vamos levantar a auto-estima de Juazeiro!
... Até mais vê. Estaremos de volta. 

MÁRIO GOMES

Nenhum comentário:

Postar um comentário